"...nem todos os dias são dias de olhar feliz. Estes dias raramente nos são oferecidos (daí o seu mistério) e quase sempre têm de ser construídos, desenhados, conquistados. Nesta procura do sentir a alma plena dos reflexos doces destes dias de olhar feliz, a vida, a nossa vida, mistura dor e alegria, sofrimento e felicidade, desilusão e sonho, amargura e paixão, choro e riso, ódio e amor. Assim, quando nessa busca constante O vento te rugir e a chuva cair em massa, quando o céu te fugir e sentires o teu amor em desgraça, quando o arco-íris te mentir e a sua recordação ficar laça, lembra-tedo brilho divino que vislumbraste nesta promessa de amor eterno….Lembra-te Que o vento, a chuva, o cinzento do céu, o arco-íris, as tuas lágrimas, as tuas duvidas, todos eles fazem parte do mistério da vida. Lembra-te Como Pessoa, que: “O mistério das cousas? Sei lá o que é o mistério. Único mistério é haver quem pense no mistério.”Aí ergue os teus olhos para o firmamento e procura devagar, em paz, o caminho de regresso ao vosso arco-íris de mãos dadas com o brilho intenso e mágico (quase irreal) da mais nova de todas as estrelas do céu..." LC21/06/97

09/11/2009

Adeus Boris

09/11/2009
Descansa em paz, brinca muito com a Inca, sem sofrimento, nem doenças nem nada dessas porras!
Um abraço muito apertado para os teus donos, um dia de cada vez, e devagar com calma, as lágrimas de sofrimento e de saudade, vão sendo substituídas por pequenos sorrisos de carinhosas lembranças.
um beijinho grande.

8 diga lá:

Van Dog disse...

Um dia de cada vez. Parece ser um bom conselho para os donos, sim...
(o Boris, esse, como dizes já deve andar na brincadeira!)

Susana Pina disse...

Custa tanto vê-los partir...
O Boris está em Paz.
Bjs de força para os seus donos
Susana

Anónimo disse...

Obrigada Amiga,
Ele faz muito falta cá em casa, quanto mais não fosse para escavacar um pouco mais a relva. Afinal já chegou ao destino dele, o Gonçalo já viu a estrela brilhante.
bj ana

Lita disse...

Oh como custa.
Tinha 13 anos quando perdi o meu Icky e ainda hoje com 33 anos me lembro dele como se ele ainda estivesse connosco.
Que dor meu Deus, que dor...
As saudades que deixou em toda a família.
Agora as minhas duas bicharocas estão velhas, doentes, e eu só peço que elas não partam ainda. Não sei se saberei lidar com essa dor. Não sei...
Agora mesmo só de imaginar no meu pequeno Ichy que já partiu fico com um nó na garganta... era maravilhoso, um rafeirito do melhor que podia haver.
Não existem melhores amigos.

Que os donos do Boris superem esta dor e que se lembrem sempre dele e do valor que ele tinha.

Um beijo
Lita

Margarida disse...

Um bejinho grande para os donos do Boris. Dói, dói muito perder um amigo de 4 patas mas, pensem que ele agora está lá em cima com todos os outros amiguinhos de 4 patas a olhar por vocês e todos nós.

Anónimo disse...

Obrigada a todos pelo apoio. Volta e meia ainda vou largando umas lágrimas de saudades do meu "preto".
beijo

Vanessa Ferreira disse...

Boa noite,
sei prefeitamente o que se sente nessa situação, pois já passei por ela, e é algo inexplicável.
Nunca nos esqueceremos dos nossos amigalhaços que nos acompanharam para tudo.. Tenho imensas saudades tmb do meu menino BOSS, sempre no pensamento, agora tenho outro menino.. que adoro, mas sem esquecer o outro, tenho imensas saudades :(

Bjinho

Fã de Bolo do Caco disse...

Nem quero pensar numa coisa dessas. O Bóris era preto como a minha "preta" maluca, a Briosa... :(

 
Design by Pocket