"...nem todos os dias são dias de olhar feliz. Estes dias raramente nos são oferecidos (daí o seu mistério) e quase sempre têm de ser construídos, desenhados, conquistados. Nesta procura do sentir a alma plena dos reflexos doces destes dias de olhar feliz, a vida, a nossa vida, mistura dor e alegria, sofrimento e felicidade, desilusão e sonho, amargura e paixão, choro e riso, ódio e amor. Assim, quando nessa busca constante O vento te rugir e a chuva cair em massa, quando o céu te fugir e sentires o teu amor em desgraça, quando o arco-íris te mentir e a sua recordação ficar laça, lembra-tedo brilho divino que vislumbraste nesta promessa de amor eterno….Lembra-te Que o vento, a chuva, o cinzento do céu, o arco-íris, as tuas lágrimas, as tuas duvidas, todos eles fazem parte do mistério da vida. Lembra-te Como Pessoa, que: “O mistério das cousas? Sei lá o que é o mistério. Único mistério é haver quem pense no mistério.”Aí ergue os teus olhos para o firmamento e procura devagar, em paz, o caminho de regresso ao vosso arco-íris de mãos dadas com o brilho intenso e mágico (quase irreal) da mais nova de todas as estrelas do céu..." LC21/06/97

19/06/2009

6ª feira

19/06/2009
Recado

Ceres, mas por onde andas tu, mulher? Balhamedeus que não te consigo responder, faz favor de mandar convite ;O).

Sim eu sei que quando a Leonor nascer eu vou-me esquecer dos incómodos da gravidez e tudo e tudo e tudo, mas por favor até lá deixei-me escrever aqui que me sinto desconfortável, pode ser????? É que não é por nada, mas chateia-me um bocadinho as pessoas fazerem da gravidez um cenário pintado só a cor-de-rosa, e não é bem assim, certo? E já agora, apesar de eu nunca ter amamentado sei que por vezes não corre muito bem, por isso também não se ponham a dizer só maravilhas, nem tanto ao mar nem tanto à terra. Pode ser também? Caramba não é por dizer que me doem as costas ou que não durmo que vou ser má mãe, nem estou à espera que a coitada da filhota de agradeça eternamente eu ter andado com ela na minha barriga, muito pelo contrario, eu é que estou agradecida por este privilégio.
As aulas de preparação para o parto que estou a frequentar a enfermeira pinta um cenário tenebroso, diz ela que é melhor irmos preparadas para o pior. O que eu acho é que anda tudo a ficar bipolar, ora uns dizem só maravilhas e outros são desgraças, optei por pensar que no meio é que deve estar a virtude. Outro exemplo deste desequilíbrio, hoje ao descer no elevador uma colega perguntou:
- então de quanto tempo?
Eu respondi, e ela disse:
-Ah a tua barriga é muito pequena não é?
Nem respondi.
Quando estava a comer, chega outra colega e diz:
- então de quanto tempo?
Eu respondi, e ela disse:
- A tua barriga está enorme!!!!!
Tenho ou não razão? Ah?

Agora uma constatação pessoal:
Os maus exemplos também devem ser tomados em consideração, quanto mais não seja para tomarmos a decisão de nunca os seguir.
Vou repetir para mim mesmo 800000 vezes, eu nunca vou ser assim!

Bom fim-de-semana!

6 diga lá:

Ana Silva disse...

Eu cá acho que nesta alturas o melhor é mesmo fechar os ouvidos para não ouvir disparates.
VEm um dá uma opnião, o seguinte diz o contrário....e quem ouve é que fica a pensar em tudo.

Beijokas

Time Traveller disse...

Estou aqui, aqui mesmo ao lado! "Bem" ao meu encontro! :)

soniaq disse...

É mesmo assim :D Não ligues, falta-te ainda as histórias escabrosas de partos que correram mal, eu já andava enjoada com tanta desgraça e depois eram pesadelos atrás uns dos outros, até familiares próximos me contavam coisas parvas até que me "fechei", sempre que abriam a boca eu abria primeiro ou cortava logo a "porcaria" da conversa, haja paciência...

Já falta pouco, tão bom querida.
Mil beijinhos, chuac

Esterilização Obrigatória disse...

Para formalizar a inscrição do Partido Pelos Animais junto do Tribunal Constitucional são necessárias 7500 assinaturas de cidadãos eleitores, e nós estamos a recolher assinaturas.
Coloca a tua assinatura nesta causa justa
http://esterilizacao-o.blogspot.com/

Susana Pina disse...

Bem! Hoje temos uma mamã irritada!!! Pois, também tens direito, e quanto a comentários menos felizes não ligues as pessoas muitas vezes não sabem o que dizem.
Beijocas grandes
Susana

Lita disse...

Olha sabes o que dizia a minha irmã do meio quando estava grávida da minha sobrinha e sempre que lhe diziam as maiores atrocidades? "Olha eu cá não estou com medo nenhum porque não faço ideia pró que vou." As pessoas insistiam que à fulana e à beltrana tinha sido muito mau ela nem respondia. E a verdade é que na hora do parto estava na maior, cheia de dores mas ria-se que nem uma perdida, comigo, que estive sempre com ela. E quando lhe disseram que ia para cesariana ficou na maior.
Definitivamente cada uma é cada qual, e com a minha irmã mais velha a coisa não foi nada assim, estava assustada e com um mau humor que só visto...

Deixa o pessoal falar, é a tua gravidez, vai ser o teu parto. TEU!!

Beijos grandes

 
Design by Pocket