"...nem todos os dias são dias de olhar feliz. Estes dias raramente nos são oferecidos (daí o seu mistério) e quase sempre têm de ser construídos, desenhados, conquistados. Nesta procura do sentir a alma plena dos reflexos doces destes dias de olhar feliz, a vida, a nossa vida, mistura dor e alegria, sofrimento e felicidade, desilusão e sonho, amargura e paixão, choro e riso, ódio e amor. Assim, quando nessa busca constante O vento te rugir e a chuva cair em massa, quando o céu te fugir e sentires o teu amor em desgraça, quando o arco-íris te mentir e a sua recordação ficar laça, lembra-tedo brilho divino que vislumbraste nesta promessa de amor eterno….Lembra-te Que o vento, a chuva, o cinzento do céu, o arco-íris, as tuas lágrimas, as tuas duvidas, todos eles fazem parte do mistério da vida. Lembra-te Como Pessoa, que: “O mistério das cousas? Sei lá o que é o mistério. Único mistério é haver quem pense no mistério.”Aí ergue os teus olhos para o firmamento e procura devagar, em paz, o caminho de regresso ao vosso arco-íris de mãos dadas com o brilho intenso e mágico (quase irreal) da mais nova de todas as estrelas do céu..." LC21/06/97

16/10/2007

Desabafando

16/10/2007
Ando irritada com tudo e com todos, sinto-me cansada, sem energia e sobretudo farta de esperar! Farta que as coisas não se resolvam, assuntos pendentes que se arrastam e que não vejo fim à vista. Esperar, esperar e desesperar, são as mesmas angustias de sempre, porcarias daqui e dali, que se vão amontoando e que se transformam em grandes porcarias, pelo tempo que demoram a resolver, pelo desgaste e pelos adiamentos que provocam em outras decisões.
Estou farta de planear, ponderar e só depois decidir, baseando-me no pouco que pode depender de mim. Sim, porque já apreendi que existem muitas coisas que não depende só de mim, que eu não controlo. Depois, invariavelmente a decisão é adiada ou alterada, de modo a adaptar-se à nova circunstância.
Parece um rolo de fio completamente emaranhado, e a mim o que me calha é desenrolar o fio, bocadinho a bocadinho com muita paciência (que não tenho) e tempo. Sinto-me engolida, eu, que para mim as coisas deveriam ser “ou sim ou sopas”, pretas ou brancas, está feito, feito está! Mas não, tudo demora ou seu tempo (muito), e eu não consigo transpor os degraus, estou sempre no mesmo sítio ou então dou dois passos para a frente e outro para trás. E isso deixa-me esgotada, sufocada, cansada e outras coisas acabadas em “ada”.
Não tenho paciência para nada, nem para ninguém, não me apetece ouvir sempre as mesmas coisas, os típicos “deixa lá, olha que podia ser pior”, “isso não tem importância”, ou então “mas, ainda está por resolver isto ou aquilo?”.
Eu percebo que a malta ache estranho que as coisas demorem tanto tempo, também eu, também eu acho estranho, mas que é que eu posso fazer? Nada! Resta-me esperar e ter paciência.
Sinto-me só, muito só, mas fujo dos outros, não me sinto com disposição para os problemas alheios, cada dia custa mais um bocadinho que o anterior, cada dia que passa as coisas fazem menos sentido, e cada dia que passa tenho menos energia e vontade de continuar a remar contra a maré.
Sinto uma tristeza e um desanimo enorme, não porque as coisas não são como eu sonhei, (não sou parva), mas porque queria um pouco de paz. Queria que as coisas correrem-se sem m”#$»s, que eu pudesse fazer as coisas mediante certos constrangimentos (como está na moda dizer) naturais, mas bolas, sem exageros, que tudo o que é em exagero chateia. Bolas!

11 diga lá:

lost disse...

Linda entendo perfeitamente essa tua angústia, essa espera que nunca acaba, nem sei que te diga.

Beijocas

SaltaPocinhas disse...

ui que isto por aqui está mau!
não sei que te diga, porque aquilo que eu ia dizer é uma daquelas frases que tu disseste que não querias ouvir :(

olha, espera que passe, que tudo passa!
(também não sei do que estás à espera, se são coisas importantes ou banais...)

Maganita disse...

Amiga, mandei-te um mail.
Beijinhos, muitos!

kitty disse...

Todos passamos por esses momentos de desepero...
Espero que rapidamente consigas desembaraçar esse fio!

Beijinho

Cocas disse...

As tuas palavras foram repetidas e sentidas por mim vezes sem conta. Sei o que estás a passar e a falta de paciencia e desespero que sentes. Só te posso deixar uma frase feita mas que é bem verdadeira, amanha será diferente, pensa positivo.

Beijinhos e que tudo corra melhor
Cocas

YAMI disse...

O linda..
Sei o que sentes..
A partir de uma certa altura da vida pensei que devia ser feliz e começei a proteger-me..
O que posso dizer mais??

beijonhos linda
yami

cris disse...

Também ando numa fase dessas, em que estou completamente farta de esperar, a paciência começa a faltar.
Beijocas

Luna disse...

Linda como te compreendo, senti-me assim +- 2 anos atrás, dá um tempo a ti propia ás vezes precisamos de desligar o botão e dedicamos a outras coisas temperarialmente senão damos em malucas mesmo.
um beijo mto doce
Luna

amora disse...

Amiga, que desabafo grande! Primeiro, acho que fazes muito bem em pôr estas coisas para fora, não as guardes só para ti! Depois, fica a sugestão de começares a investir naquilo em que podes controlar, não esquecendo o restante é claro, mas virando-te para aquilo que depende de ti. A sensação de controlo e de que podemos escolher é essencial para o nosso status quo. As outras esperas, essas teremos mesmo de aprender a lidar com elas.

beijo amiga e desabafa sp q quiseres

Tixa disse...

Há dias assim...dificeis...em que nos appetece meter a cabeça na areia para ver se os problemas passam... mas não pode ser e eu sei pelo que tenho lido aqui que és uma pessoa forte e amanhã o sol já vai brilhar.
Bjcs grandes

soniaq disse...

Somos humanas e isso é bom sinal.
Um grande beijo e abraço

 
Design by Pocket