"...nem todos os dias são dias de olhar feliz. Estes dias raramente nos são oferecidos (daí o seu mistério) e quase sempre têm de ser construídos, desenhados, conquistados. Nesta procura do sentir a alma plena dos reflexos doces destes dias de olhar feliz, a vida, a nossa vida, mistura dor e alegria, sofrimento e felicidade, desilusão e sonho, amargura e paixão, choro e riso, ódio e amor. Assim, quando nessa busca constante O vento te rugir e a chuva cair em massa, quando o céu te fugir e sentires o teu amor em desgraça, quando o arco-íris te mentir e a sua recordação ficar laça, lembra-tedo brilho divino que vislumbraste nesta promessa de amor eterno….Lembra-te Que o vento, a chuva, o cinzento do céu, o arco-íris, as tuas lágrimas, as tuas duvidas, todos eles fazem parte do mistério da vida. Lembra-te Como Pessoa, que: “O mistério das cousas? Sei lá o que é o mistério. Único mistério é haver quem pense no mistério.”Aí ergue os teus olhos para o firmamento e procura devagar, em paz, o caminho de regresso ao vosso arco-íris de mãos dadas com o brilho intenso e mágico (quase irreal) da mais nova de todas as estrelas do céu..." LC21/06/97

31/05/2007

Datas

31/05/2007



No próximo domingo, as minhas sobrinhas mais novas fazem 11 anos.
È impossível não sentir que o tempo, neste caso andou depressa, demasiado acho!
Parece que foi à tão pouco tempo que soubemos que dentro daquela barriga estavam 2 e não um, aguardamos até ao dia 3 para saber o sexo dos pimpolhos, que remédio, não dava para ter certezas!
As recordações que guardo, dos 1s meses delas, são deliciosas, eram tão pequeninas, tão diferentes e tão apaixonantes, que coisa boa era cuidar delas.
Agora, olho para elas, e constato que estão crescidas, e mais importante de tudo sinto, que são duas crianças felizes, que se sentem amadas e que acreditam que o mundo pode ser todo delas. É tão bom, descansar os olhos nelas e sentir que como família estamos a fazer um bom trabalho, é tão bom saber que elas vêm, os tios como aliados e companheiros, sabe tão bem quando elas partilham connosco os segredos, as aventuras e as conquistas delas.
Claro que assusta um bocadinho, pois o tempo passa e o presente nem sempre é aquilo que sonhamos, e ao vê-las a crescer, sinto que de alguma forma deixei escapar algo, mas que é muito gratificante festejar o aniversário dos dois “batanetes”, como lhe chama-mos, lá isso é!
Parabéns minhas queridas.




6 diga lá:

Micas disse...

Vê-las crescer faz-nos olhar para trás e sentir taaaaaaantas saudades! Mas ao mesmo tempo é "giro" olhar e vê-las já quase, quase crescidas!! :-)

Eu tenho uma de 10 anos! Mas será sempre a minha menininha!!

Beijinhos e um dia muito feliz no Domingo,
Inês

Anna72 disse...

Parabéns às duas lindas "batanetes"! Por vezes dá a sensação que o tempo passa demasiado depressa, não é?

E que elas se mantenham sempre assim! Felizes.

Beijocas para todas ;)

cris disse...

Tão giras que elas são!
Aqui ficam os meus parabéns para as elas!
Beijocas

J&J disse...

Realmente o tempo passa a correr e são elas k nos fazem mais velhas...eu tenho 2 pikenas assim(de 6 e 9 anos) e tb sinto o mm!

Minha querida, muitos parabéns às tuas sobrinhas (k são lindas!) e à tia!

Bj mto grande
(e n deixaste escapar nada... tás a caminho d encontrar tudo!)

Formiguinha disse...

É nestas alturas em que percebemos que estamos velhas comó caraças:p

Vera disse...

Parabéns às miúdas que estão cada vez mais lindas!
Beijos

 
Design by Pocket