"...nem todos os dias são dias de olhar feliz. Estes dias raramente nos são oferecidos (daí o seu mistério) e quase sempre têm de ser construídos, desenhados, conquistados. Nesta procura do sentir a alma plena dos reflexos doces destes dias de olhar feliz, a vida, a nossa vida, mistura dor e alegria, sofrimento e felicidade, desilusão e sonho, amargura e paixão, choro e riso, ódio e amor. Assim, quando nessa busca constante O vento te rugir e a chuva cair em massa, quando o céu te fugir e sentires o teu amor em desgraça, quando o arco-íris te mentir e a sua recordação ficar laça, lembra-tedo brilho divino que vislumbraste nesta promessa de amor eterno….Lembra-te Que o vento, a chuva, o cinzento do céu, o arco-íris, as tuas lágrimas, as tuas duvidas, todos eles fazem parte do mistério da vida. Lembra-te Como Pessoa, que: “O mistério das cousas? Sei lá o que é o mistério. Único mistério é haver quem pense no mistério.”Aí ergue os teus olhos para o firmamento e procura devagar, em paz, o caminho de regresso ao vosso arco-íris de mãos dadas com o brilho intenso e mágico (quase irreal) da mais nova de todas as estrelas do céu..." LC21/06/97

28/11/2005

Precauções a ter com os nossos amigos felinos

28/11/2005

Precauções a ter com os nossos amigos felinos
ARCADENOE.PTSexta, 17 de Outubro 2003
Por: Joana Simões: Hospital Veterinário Principal (Criadora Gatos persas)
A grande maioria das pessoas com crianças pequenas passa grande parte do seu tempo a descobrir maneiras de tornar a sua casa à prova de acidentes.
Por incrível que pareça o mesmo acontece (ou deveria acontecer) com as pessoas e os seus gatos.
Os gatos são animais naturalmente curiosos e que têm poucas defesas contra as muitas armadilhas caseiras que inconscientemente se apresentam aos mesmos no decorrer do dia a dia.
Os gatos procuram o calor. Como tal, onde exista uma nesga de sol ou uma zona quente, é onde mais facilmente encontraremos um gato. Não é ficção a história da senhora que colocou o gato na máquina de lavar roupa e a colocou a trabalhar, infelizmente. Os gatos escondem-se nos locais mais estranhos pelo que devemos ter sempre o máximo cuidado.
Em termos de calor, deve evitar deixá-lo demasiado próximo da lareira, se esta não estiver protegida, a pelagem pode incendiar-se com faúlhas ou o gato pode queimar-se numa protecção demasiado aquecida.
Os gatos são muito sensíveis a insecticidas e o envenenamento acidental é uma das causas mais comuns de morte nos gatos, tanto por ingestão dos mesmos na cozinha por acidente ou por mastigar plantas caseiras às quais foram aplicados insecticidas ou herbicidas.
As próprias plantas que possuímos em nossa casa são tóxicas para os gatos. Uma lista completa pode ser observada em http://www.cfainc.org/articles/plants.html .
Nunca deve usar produtos antiparasitários em gatos que não sejam específicos para eles e mesmo que o sejam, nunca o deve fazer sem falar com o único profissional habilitado para avaliar da justeza da sua aplicação. O médico-Veterinário.
De igual forma nunca deve medicar o seu gato com medicamentos não indicados por um médico-veterinário. Quantidades ínfimas são fatais para o gato, pois é um animal extremamente sensível a fármacos.Fios e linhas podem parecer á primeira vista uma forma de lazer óptima para os gatinhos. Com uma simples bola de papel pendurada em um cordel estão asseguradas horas de brincadeira. No entanto, muitos gatos morrem pela ingestão dessas linhas: essas brincadeiras devem ser sempre supervisionadas.
Gosta de coser as suas roupas? Infelizmente os gatos também gostam de agulhas. Estas e botões são amiúde ingeridas pelos mesmos requerendo cirurgia imediata de forma a salvar a vida do animal.
O gato de casa corre riscos no caso de morar em andares. Quanto mais alto, maior o potencial de queda. Tratámos gatos que chegaram a cair do sétimo andar. No entanto, obviamente, o ideal é não caírem de todo. Se tem um gato, tenha em conta que se trata de um animal ágil. Como tal pode saltar por uma janela e cair facilmente. Todas as janelas e portas devem encontrar-se sempre fechadas ou em alternativa com redes mosquiteiras, no caso de morar acima de um primeiro andar.
Se deseja adicionar um novo gatinho à sua família felina, tem de se certificar de que este novo inquilino não tem nenhuma doença passível de transmissão ao outro gato e que o gato mais antigo tem as suas vacinas em dia.
Nota: a gatinha da foto está para adotar, mais informações aqui.

1 diga lá:

soniaq disse...

Olá
Gostei mto do seu blogue!
Tenho uma gatinha e estes conselhos são preciosos.
Vou voltar com mais tempo.
até e um beijinho

 
Design by Pocket