"...nem todos os dias são dias de olhar feliz. Estes dias raramente nos são oferecidos (daí o seu mistério) e quase sempre têm de ser construídos, desenhados, conquistados. Nesta procura do sentir a alma plena dos reflexos doces destes dias de olhar feliz, a vida, a nossa vida, mistura dor e alegria, sofrimento e felicidade, desilusão e sonho, amargura e paixão, choro e riso, ódio e amor. Assim, quando nessa busca constante O vento te rugir e a chuva cair em massa, quando o céu te fugir e sentires o teu amor em desgraça, quando o arco-íris te mentir e a sua recordação ficar laça, lembra-tedo brilho divino que vislumbraste nesta promessa de amor eterno….Lembra-te Que o vento, a chuva, o cinzento do céu, o arco-íris, as tuas lágrimas, as tuas duvidas, todos eles fazem parte do mistério da vida. Lembra-te Como Pessoa, que: “O mistério das cousas? Sei lá o que é o mistério. Único mistério é haver quem pense no mistério.”Aí ergue os teus olhos para o firmamento e procura devagar, em paz, o caminho de regresso ao vosso arco-íris de mãos dadas com o brilho intenso e mágico (quase irreal) da mais nova de todas as estrelas do céu..." LC21/06/97

30/09/2005

Mais um abandonado ;O(

30/09/2005


Cão - Labrador
Idade: AdultoSexo: MachoTamanho: MédioPêlo: Preto

Eu sou o Noddy. Este é um nome fictício escolhido pelas minhas protectoras exactamente por ter sido uma prenda para umas crianças. Era um cachorrinho muito lindo e fui entregue dentro de uma cestinha a uns meninos que imediatamente se apaixonaram por mim. Era impossível alguém conseguir resistir-me, com estes olhinhos cor de mel e um pelinho preto sedoso e macio. Durante uns tempos conheci a felicidade. Fui amado e acarinhado, era levado a passear a todo o lado pois adoravam andar comigo na rua e todos gabarem o lindo cachorrinho que ali ia.Mas como todos os seres vivos cresci. Esse foi o mal...talvez se eu tivesse ficado cachorrinho para sempre eles continuassem a amar-me. Mas como perdi a graça, segundo eles, já não era aquela coisinha fofinha e gorduchinha, começei a ser um estorvo, um peso que já nem para entreter as crianças tinha jeito. Eu bem tentava agradar-lhes, mas ligavam mais à playstation do que a mim e fui posto à parte, numa varanda para que nem tivessem que me ver nem levar à rua. Depois, acharam que eu comia demais e que estava a dar demasiada despesa e como as férias se aproximavam e eu não estava incluído nelas, trouxeram-me para o canil.Aqui aprendi que não estou sozinho nesta infelicidade. Há muitos com histórias como a minha, animais que sofreram com a negligência, incompreensão e egoísmo humano.Apesar de dizer que nunca mais vou confiar num humano, secretamente anseio pelo dia que alguém vai entrar por aquela porta e o dono que eu mereço vai apaixonar-se por mim. Tenho pena de todas as vidas que aqui estão enclausuradas, mas no escuro peço a oportunidade de novamente ser feliz. Por favor salvem-me...96 796 17 32.
Não Esterilizado, Não Vacinado, Não Desparasitado.
Disponível desde 2005/9/26.
Contacto para Adopção:Nome: Canil LisboaLocalidade: Monsanto (Zona Lisboa)Tel: 96 796 17 32Email: mafalda.goncalves@sosanimal.com
Mais Informação aqui
 
Design by Pocket