"...nem todos os dias são dias de olhar feliz. Estes dias raramente nos são oferecidos (daí o seu mistério) e quase sempre têm de ser construídos, desenhados, conquistados. Nesta procura do sentir a alma plena dos reflexos doces destes dias de olhar feliz, a vida, a nossa vida, mistura dor e alegria, sofrimento e felicidade, desilusão e sonho, amargura e paixão, choro e riso, ódio e amor. Assim, quando nessa busca constante O vento te rugir e a chuva cair em massa, quando o céu te fugir e sentires o teu amor em desgraça, quando o arco-íris te mentir e a sua recordação ficar laça, lembra-tedo brilho divino que vislumbraste nesta promessa de amor eterno….Lembra-te Que o vento, a chuva, o cinzento do céu, o arco-íris, as tuas lágrimas, as tuas duvidas, todos eles fazem parte do mistério da vida. Lembra-te Como Pessoa, que: “O mistério das cousas? Sei lá o que é o mistério. Único mistério é haver quem pense no mistério.”Aí ergue os teus olhos para o firmamento e procura devagar, em paz, o caminho de regresso ao vosso arco-íris de mãos dadas com o brilho intenso e mágico (quase irreal) da mais nova de todas as estrelas do céu..." LC21/06/97

15/07/2005

Sexta-feira, dia 15

15/07/2005


Hoje estou com uma grande neura, é sexta-feira, dia 15…..faz hoje exactamente 3 meses que a Inca, morreu, ou melhor que a Inca teve que ser abatida, na altura achei que era a única coisa a fazer, só não percebi ainda porque neste 3 meses, todos os dias me perguntei se era mesmo a mesma coisa a fazer? Não consigo deixar de pensar que desisti de ti cedo demais, que ainda poderia ser feito mais alguma coisa, também não te posso pedir desculpa porque isso já não adianta, apenas sei que vou guardar para sempre esses remorsos, a minha alma diz-me que fui precipitada, que podias ainda cá estar….não deixo de pensar que quando estava a levar a pica definitiva estavas a abanar a tua cauda e a olhar para mim, estarias a pensar que eu nunca deixaria que te fizessem mal?????????vou guardar sempre esse teu ultimo olhar.
Hoje, mas que ganhar o euro-milhões , queria ter o poder de ser invisível, para poder desaparecer e retirar a possibilidade das pessoas olharem para mim, hoje, é daqueles dias que apenas o olhar de certas pessoas me incomoda, queria ir para longe de tudo e depois e ficar sozinha com as minhas sensações.
O tempo não volta para traz, isso já eu sei, mas porque é que eu não aprendo com as lições do passado? Continuo sistematicamente a cometer os mesmos erros, e claro a lamentar tê-los cometido mais uma vez!!!!!!!!não sei, só sei que hoje é um mau dia para mim, e não me posso transformar em mulher invisível, nem corrigir os erros do passado, por isso tenho que viver com as consequências das minhas atitudes, nada a fazer! Tenho muitas saudades tuas, minha querida, não consigo deixar de pensar no teu último dia de vida, e todos os dias silenciosamente te peço desculpa, não adianta eu sei, mas nada mais posso fazer, desisti também de ti minha amiga, foi isso?

6 diga lá:

Silvia disse...

Sentimento de culpa é uma dor que nos consome lentamente e não faz nada, nada bem!De certo tomou a melhor decisão, para evitar que a Inca sofresse, deve doer, termos que tomar essa decisão, sermos tão poderosos que podemos decidir sobre a vida de um animal - daí essa culpa, se tomou a decisão certa.:( A Inca pode estar grata que morreu rodeada de carinho e amor! A Inca teve a sorte de ter isso na sua vida, ao contrário de centenas de animais que sofrem horrores todos os dias. Ela FOI FELIZ, consigo. Sorria por isso, não se culpe.

Anónimo disse...

Por muito que custe acreditar ou mesmo entender, por vezes a melhor vida que se pode dar a alguém é deixá-la morrer condignamente.

Pedro Almeida.

Fernanda Carvalho disse...

Olá.
Venho aqui com alguma frequência. Mas não comento. Sabes, é que custa. Custa falar sobre isto. Tu sabes, não sabes?
Ao contrário de ti sinto-me em paz com a decisão que tomamos. Talvez porque ela nos empurrou a tomá-la.
Tenho muitas saudades. Ai se tenho! Mas sentimentos de culpa, não.
Tb não os deves ter. Porque tu, sabes, que afinal de contas, fizeste o que tinha de ser feito, o que era o melhor para ela. E o olhar que ela te mandou na hora do adeus, foi de gratidão. Não duvides.
Um abraço
~º(",)º~
Fernanda

SusanaV disse...

Mas então... o que é isso? Não te sintas culpada... fizeste o que tinha de ser feito. Apenas tens de ter em mente que durante o tempo que viveu sempre foi tratada como alguem pertencente a familia.. e isso e que importa!! Fizeste tudo o que pudeste por ela.. e ela sabe.. tu sabes que ela sabe!
O importante agora e recordar os momentos bons dela.
Beijos

Bluejustin disse...

É daquelas decisões dificeis sem dúvida, mas está tomada e feita e pensar assim não resolve.Na altura fizeste o que achaste melhor.Sei que podes não concordar,mas voltar a ter outro bichinho ajuda muito.Falo por experiência própria.

Anónimo disse...

Very cool design! Useful information. Go on!
http://www.cpus-7.info/toshiba_pda_accessories.html Excel formula for mortgage payments sony japanese pda Child health insurance program utah Ouija pda Sama eyeglasses prescription

 
Design by Pocket