"...nem todos os dias são dias de olhar feliz. Estes dias raramente nos são oferecidos (daí o seu mistério) e quase sempre têm de ser construídos, desenhados, conquistados. Nesta procura do sentir a alma plena dos reflexos doces destes dias de olhar feliz, a vida, a nossa vida, mistura dor e alegria, sofrimento e felicidade, desilusão e sonho, amargura e paixão, choro e riso, ódio e amor. Assim, quando nessa busca constante O vento te rugir e a chuva cair em massa, quando o céu te fugir e sentires o teu amor em desgraça, quando o arco-íris te mentir e a sua recordação ficar laça, lembra-tedo brilho divino que vislumbraste nesta promessa de amor eterno….Lembra-te Que o vento, a chuva, o cinzento do céu, o arco-íris, as tuas lágrimas, as tuas duvidas, todos eles fazem parte do mistério da vida. Lembra-te Como Pessoa, que: “O mistério das cousas? Sei lá o que é o mistério. Único mistério é haver quem pense no mistério.”Aí ergue os teus olhos para o firmamento e procura devagar, em paz, o caminho de regresso ao vosso arco-íris de mãos dadas com o brilho intenso e mágico (quase irreal) da mais nova de todas as estrelas do céu..." LC21/06/97

01/06/2005

Dia da Criança

01/06/2005
Hoje é dia da criança, e infelizmente vi na Tv., mais um caso de uma criança pequena que morreu. Hoje o funeral do pequeno Levi, que morreu afogado, em Março deste ano o tribunal tinha ordenado a entrega da criança ao pai, já que tinha sido dadas como provadas as acusações de negligência da parte da família materna ao bebe, a mãe da criança estava mentalmente perturbada, mutilava-se e uma das vezes a criança foi ao hospital com um pequeno traumatismo craniano, mas, dizia eu, o tribunal ordenou em Março a entrega da criança ao pai, em Maio morreu, a mãe não entregou a criança e as autoridades não puderam fazer nada, e o Levi morreu, que país é este onde as crianças são sistematicamente maltratadas, e não se tomam medidas eficazes para parar estas crueldades, quantas Vanessa, Joanas e Levis, sofrem e os seus a carrascos continuam impunes, é um país muito estranho, por um lado temos as mães irritantemente perfeitas, que nunca se zangam e que vivem em estado de graça porque são mães, com filhos perfeitos, que nunca fazem birras, nem asneiras, e que nascem para serem os melhores, e por outro, crianças que sofrem, nas mãos daqueles que os deviam proteger, porque hoje é dia da criança não consigo deixar de pensar que este cantinho á beira mar plantando está doente, não cuidamos dos nossos idosos, não cuidamos dos animais, não cuidamos das crianças, é no mínimo assustador, não posso fazer nada quanto a este tipo de situações, mas não consigo ficar indiferente, tinha que escrever isto!

1 diga lá:

Formiguinha disse...

É o verdadeiro país da treta. Falam, falam, falam, mas ninguém faz nada que se veja!

 
Design by Pocket